[Especial] Mês Samanta Holtz | A Autora

Olá, bonitos! Como vão?

Eu faço parte do Fã Clube da Sam, que tem umas meninas muito lindas (que eu roubei para serem minhas betas divas) e elas tiveram a ideia de fazer um mês especial para a Sam (vulgo escritora de O Pássaro que eu ameacei de morte uns tempos atrás porque eu chorei a vida com o final do livro).

Então eu resolvi hospedar essa homenagem feita por elas aqui no blog também.

Sejam bem vindos ao especial de abril: Mês Samanta Holtz! Aplausos, por favor…

Serão postagens diárias sobre a Sam, mas as postagens normais do blog não irão parar (resenhas, notícias… tudo que vocês estão acostumados, mas um pouco menos). Nesse mês vocês vão conhecer um pouco mais da escritora, dos livros e outros posts super bacanas que a galera do fã clube preparou. Espero que vocês curtam bastante. 😉 E vão se acostumando com a ideia de especiais dedicados a uma só pessoas porque esse ano estou planejando fazer um especial para uma escritora que morro de amores. ❤

Será um prazer enorme dividir com vocês momentos tão maravilhosos. Afinal falar da Sam e de suas obras é algo extraordinário, que sempre nos traz, muitas, muitas alegrias. – Fer, do blog Mato por Livros.

Agora, conheçam um pouco mais da Sam, que é autora parceira do blog:

Nascida no Dia Mundial do Livro, Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era a vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio de redação em sua cidade, Porto Feliz, interior de São Paulo. Publicou em 2012 o romance histórico “O Pássaro”, premiado no “Destaques Literários” por votação do público e do júri técnico, seguido por “Quero ser Beth Levitt”, que teve a primeira edição esgotada em apenas três meses, e “Renascer de um Outono”, romance idealizado ainda na adolescência.
Em agosto de 2014, foi nomeada “Escritora Humanitária” no I Prêmio Anita Garibaldi do Estado de São Paulo.
Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos.

Oi Pessoal. É uma alegria enorme poder falar de uma pessoa que tantas alegrias nos traz. A Sam é como suas histórias, nos traz paz, amor, alegrias. Enche nossa vida de bons sentimentos, boas sensações, bons momentos e muitos aprendizados. Conhecer essa pessoa incrível é um presente. Para aqueles que já puderam ter a felicidade de estar ao seu lado, sabem qual é a sensação de se estar com ela. Sentimos algo bom, algo mágico, são sensações indescritíveis, inexplicáveis. Como não me canso de dizer a Sam nos transmite amor e pureza através de seu sorriso e de seu olhar. É impossível estar ao lado dela e não sentir somente coisas boas e puras. Para mim a Sam tem muito de Amie (sua protagonista em Quero Ser Beth Levitt), ou Amie tem muito de Sam, isso ainda é um mistério. Mas uma coisa é fato. A Samanta Holtz é uma pessoa incrível, com bons sentimentos, gestos nobres, e um carinho sem igual para com seus fãs. Cada palavra, cada gesto, cada sorriso seu só nos enche de alegria e suas histórias, nos levam por um mundo de amor sem igual. Quem dera pudéssemos aprender metade do que ela nos ensina através de suas histórias, de seus personagens marcantes. Fica o sonho, fica a esperança. Vale a tentativa de ser melhor!
Bem esperamos sinceramente que vocês possam apreciar esse especial, ele foi realizado com muito carinho, para vocês e para a Sam. E aguardem por muitas surpresas e novidades. 
Um beijo enorme para todos vocês. 
Fer

Encontre-a: Twitter  |  Skoob  |  Youtube  |  Facebook  |  Orelha de Livro | Site

Esperamos que gostem!

E esse foi o primeiro dia. Espero que tenham gostado e acompanhem os próximos posts.

Beijos!

Laury.

[Especial ACEDE] Conheça a inspiração: Esther Grace Earl

Olá! Como vão?

Quem está sempre nesse meio literário sabe disso, mas quem só passa nele às vezes não sabe, mas A Culpa é das estrelas teve uma inspiração, por assim dizer. John Green já pensava em escrever um livro como ACEDE há algum tempo, mas a concretização dessa ideia só veio depois que ele conheceu Esther Earl. Esther não é Hazel, vamos deixar isso bem claro. A estória que nos fez chorar não é a história de Esther, mas ela também foi uma garota que foi diagnosticada com câncer com pouca idade e que era considerada bem madura para a sua idade, assim como Hazel.

“Diagnosticada com câncer da tireoide aos doze anos, Esther Grace Earl era uma adolescente talentosa e cheia de vida. Fazendo jus ao nome, que em persa significa “estrela”, ela marcou todos em seu caminho com sua generosidade, esperança e altruísmo enquanto enfrentava com graciosidade o desgaste físico e mental causado pela doença. Filha, irmã e amiga divertida, alto-astral e inspiradora, Esther faleceu em 2010, logo após completar dezesseis anos, mas não sem antes servir de inspiração para milhares de pessoas por meio de seu vlog e dos diversos grupos on-line de que fazia parte.”

Bem, fui atrás de algumas coisas sobre ela tanto por ter lido o livro, quanto para poder postar aqui para vocês e uma das coisas que achei foi um vídeo mostrando vários momentos da vida dela. O vídeo é lindo e obviamente me fez chorar, começando no momento que ela fala “Eles dizem essas coisas maravilhosas sobre mim e eu sinto que estou enganando todos vocês, porque eu não sou sempre maravilhosa, eu não sou sempre legal, eu não sou sempre forte, não sou sempre valente e vocês deveriam saber disso.”.

Bem, por causa de toda a repercussão que teve A Culpa é das estrelas e por toda a repercussão que ela mesmo teve, fizeram um livro é que um apanhado de textos dela: A estrela que nunca vai se apagar.

A estrela que nunca vai se apagar é uma biografia única, que reúne trechos de diários, textos de ficção, cartas e desenhos de Esther. Fotografias e relatos da família e de amigos ajudam a contar a história dessa menina inteligente, astuta e encantadora cujos carisma e força inspiraram o aclamado autor John Green a dedicar a ela sua obra best-seller A culpa é das estrelas.

Agora, pra finalizar as lágrimas com chave de ouro, temos um vídeo cheio de comentários sobre o livro e consequentemente sobre ela:

Bem gente, é isso. Chega de lágrimas por hoje. Amanhã eu vou ver o filme, chorar a vida e volto aqui para contar para vocês como foi. Mas e vocês, já assistiram o filme? Já conheciam a Esther?

Beijos!

Laury.

[Especial ACEDE] Estreia hoje o filme tão aguardado! <3

1

Olá! Como vão?

Apesar de ser quase uma poser de ACEDE (li o livro basicamente para ver o filme), já que não pude fazer um especial para o meu amado VA, resolvi fazer um para A Culpa é das estrelas e de hoje até domingo vocês verão algumas coisas a respeito desse livro que vendeu MUITO nos últimos tempos.

Para quem ainda não leu, corre que dá tempo de ler. Se está faltando estímulo, vamos ver o trailer:

Sabe esse trailer, pois bem, quando eu vi pela primeira vez, eu ainda não tinha lido o livro e eu chorei, agora, acabei de revê-lo para postar para vocês e eu chorrei horrendamente. É algo involuntário, e talvez o fato de a estória lhe fazer chorar sem realmente apelar para isso (quem leu sabe que o livro não é melodramático) é uma das coisas que a torna tão linda.

Para quem ainda não conheceu, conheça os atores que transformarão tudo em realidade:

E para finalizar o primeiro dia de especial, vulgo uma brave introdução da coisa toda, vamos conhecer John Green!

John Green é um dos escritores norte-americanos mais querido pelo público jovem e igualmente festejado pela crítica.

Com mais de 1 milhão de seguidores no Twitter, é autor best-seller do The New York Times, premiado com a Printz Medal e o Printz Honor da American Library Association e com o Edgar Award, além de ter sido duas vezes finalista do premio literário do LA Times. Com o irmao, Hank, mantém o canal do YouTube “Vlogbrothers“, um dos projetos de vídeo on-line mais populares do mundo. Mora com a mulher e o filho em Indianápolis, Indiana.

É isso meus queridos! O que acharam da ideia desse especial? Já leram A culpa é das estrelas?

Beijos e até amanha!

Laury.