Escrevendo… O segredo de alguns autores para o sucesso

Escrevendo2

Olá! Como foi o Natal? Muitos presentes? Muitos livros?

Quem não queria ganhar o sucesso de presente de Natal? Pois eu queria. Mas como todo mundo sabe, o sucesso não se ganha, se cultiva. E ninguém melhor para falar sobre isso do que quem já obteve o sucesso, certo? Mais uma vez contando com os maravilhosos artigos da Editoras.com, eu trouxe um conjunto de histórias de sucesso para quem quer ser um autor independente (ou não).

Arthur Agatston

Autor do livro “A Dieta de South Beach”, começou publicando folhetinhos com algumas de suas dietas. Aos poucos as pessoas foram falando sobre os panfletos e eles acabaram nas mãos do produtor de uma pequena TV local, que o convidou para uma entrevista. Devido à grande aceitação do público, a emissora ofereceu a ele um programa diário sobre dietas. Depois, muitos supermercados solicitaram que ele fizesse receitas de refeições baseadas em sua dieta e não faltaram editoras para o seu livro.

José Dornelas

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, ele afirma que o sucesso nas vendas se deu, em parte, porque na época do primeiro livro dele, em 2001, não havia nada no mercado editorial brasileiro que atendesse quem quisesse esse tipo de orientação.

Paulo Coelho

Os críticos sempre torcem o nariz para a literatura de Paulo Coelho, mas nenhum deles pode negar a genialidade do autor, quando o assunto é marketing.

Ele sabe aproveitar como ninguém aquilo que, para muitos, é só prejuízo.

“O Pirata Coelho”, como ele mesmo se intitulou, é um dos autores mais pirateados no mundo e um dos primeiros a se “auto-piratear” em livro digital.

A estratégia deu certo em vários lugares, como na Rússia, por exemplo, onde ele alavancou as vendas de suas edições impressas após disponibilizar o eBook de graça.

E.L. James

Primeiro, ela surgiu na internet, de forma independente. A arrancada foi na base do boca a boca. Não houve campanhas de publicidade. Depois, o enorme sucesso a empurrou para o papel. Agora, ela vai também para o cinema: a Universal comprou os direitos.

Inicialmente, a autora – sob o usuário “Snowqueens Icedragon” – escrevia fanfictions online, sendo o seu trabalho mais notável uma fanfiction sobre a saga Crepúsculo, denominada “Master of the Universe”.

À medida que o conteúdo da historia foi ficando cada vez mais erótico, Erika decidiu mudar os nomes dos personagens – inicialmente Bella e Edward – e publicar a história em um site próprio. Segundo a autora, a trilogia foi o resultado de sua crise de meia idade.

Stephen King

Conhecido pela autoria de livros de terror e suspense que mais tarde foram adaptados para as telonas – “Carrie, a Estranha” e “O Iluminado” foram alguns deles -, Stephen King mudou de estratégia quanto ao lançamento de suas novas obras. O americano foi um dos primeiros grandes autores a apoiar a publicação de eBooks.

Em 2000, King havia optado por fazer o movimento contrário do que todos os outros autores estavam fazendo. Na época, ele lançou o título “Riding the Bullet” (Montado na Bala) apenas em formato digital, com os capítulos sendo liberados pela internet (mais tarde, o livro também viraria filme).

Amanda Hocking

Após nove anos tentando vender seu trabalho para editoras, decidiu atuar de forma independente com uma série de livros sobre auto ajuda e faturou mais de US$1 milhão em vendas.
Posteriormente fechou um contrato milionário com a grande editora St. Martin’s Press para futuras publicações.

Bem, eu não peguei todos os exemplos (alguns não achei algo a se tirar e outros achei desnecessários), mas acho que esses são os mais essenciais. E todos tem uma coisa em comum: nunca desistir. E claro, inovar! Pensar diferente, fazer diferente. Essa é uma grande chave para o sucesso.

Façam bom proveito. 😀

Beijos!

Laury

Escrevendo… Como planejar a divulgação do seu livro

Escrevendo2

Olá! Como vão?

Lá estava eu separando algumas reportagens com dicas de escrita para postar e reparo que a última vez que fiz isso foi em agosto. Dá para acreditar? O.O

Mas bem, hoje eu trouxe um artigo de um site que eu estou adorando acompanhar, o Editoras.com. E o artigo fala sobre divulgação, porque escrever é difícil, mas divulgar é ainda pior. Então vamos as dicas?

1º passo – Defina metas realistas de vendas

“Eu quero vender 1 milhão de cópias do meu livro!” Cada autor adoraria escrever um best-seller, mas definir expectativas irreais só vai levar à decepção. Estabeleça objetivos reais e defina um número de vendas que você tenha facilidade de conseguir. Se você pudesse vender 1.000 cópias de seu livro neste ano seria um bom resultado? O mercado e as oportunidades estão aí! O que você poderia melhorar para alavancar suas vendas?

Vamos supor que vender 1.000 livros neste ano seja o seu objetivo. Não deixe esse número oprimi-lo.

Divida o ano em meses e dias:
1.000 livros ÷ 12 meses = 83 livros por mês
83 livros por mês ÷ 30 dias = 2,76 livros por dia
3 livros por dia não é tão assustador assim.

Considere também a possibilidade de não imprimir todos os livros ao mesmo tempo, mas imprimir por demanda, somente a quantidade que realmente for vendida. Encarece um pouco mais o custo unitário do livro, mas você não fica descapitalizado.

Eu particularmente acho muito importante estabelecer metas, porque elas fazem com que você continue trabalhando para cumprir aquela meta. Mas assim como é importante não desistir, também é importante não ficar se martirizando para sempre caso não cumpra a meta. Ou seja, não conseguiu? Bola para frente e vamos tentar outra vez.

2º passo – Conheça seu leitor

Obtenha as informações básicas sobre os seus leitores: faixa etária, sexo, renda e grau de instrução.

Informações adicionais: personalidade do seu leitor, estado civil, seus interesses, aspirações, estilo de vida.

Tudo bem que nem sempre é possível conseguir todos estes dados, mas consiga o máximo de informação possível do seu público alvo, até mesmo para ajudar você a conduzir seu texto de acordo com os interesses dos leitores do seu livro. Use essas informações para descobrir a melhor maneira de agarrar a atenção deles.

Lembre-se: o Marketing já deve ser pensado antes mesmo de começar a escrever o livro!

Essa parte de conheça o seu leitor, eu aprendi MUITO com os vídeos de Lycia Barros. Ela fala de como conhecer quem lê o seu livro faz com que seja mais fácil sair da caixinha. O que isso significa? Que é possível criar novas formas inovadoras de vender, de atingir diretamente o seu público. Mas outra coisa que aprendi com a Thalita Rebouças é que nem sempre o seu público é aquele que você acha que é, então preste muita atenção nessa parte para a ideia não sair errada no final.

3º passo – Redes Sociais

As redes sociais ou mídias digitais têm evoluído para uma parte crucial da estratégia de Marketing de qualquer empresa. Para um novo autor que deseja promover o seu livro não é diferente. Afinal, como seus leitores vão conhecer o seu livro (e possivelmente comprá-lo) sem que você o promova minimamente? Use o seu Blog, Facebook, Twitter, lista de e-mails (mas lembre-se de não enviar SPAM, os e-mails têm que ser enviados com autorização dos usuários) e também o Youtube. Disciplina e constância nas redes sociais são fundamentais para atrair cada vez mais seguidores.

As empresas mais bem sucedidas empregam, na sua estratégia de marketing, a atualização constante do seu Twitter, monitoram o Facebook e trazem sempre informações importantes para os seus blogs e canais de vídeo. Isso geralmente acaba tomando uma quantidade de tempo grande, por isso pode ser uma boa ideia, e claro, dependendo da viabilidade, contratar um especialista em mídia social.

Comece a pensar nessas ferramentas como algo indispensável para promoção do seu livro na web. Você, sendo um autor profissional, deve também se certificar das fontes e informações daquilo que publica nas redes sociais para não dar um “tiro no pé”, uma vez que muitos estarão acompanhando suas postagens.

Nunca se esqueça: não basta apenas escrever sobre o seu livro ou simplesmente fazer publicidade. Insira conteúdos de interesse dos seus leitores, mesmo que não tenham sido escritos por você (não esqueça de citar as fontes). Pesquise e produza notícias, informações e conteúdo que atraiam a curiosidade deles. Assim, você não se torna aquele vendedor chato, mas sutilmente atrai a atenção dos seus leitores e oferece seu livro quando eles estão mais inclinados a conhecer mais sobre você.

Com o interesse gerado nos leitores, é uma questão de tempo para que comecem a comentar sobre seu livro e até mesmo promover e compartilhar suas publicações para outras pessoas. Estes são pontos vitais para ingressar no mercado com sucesso.

Esse ponto já foi tratado em outras dicas que tirei de outro lugar, e eu já fiz esse comentário antes, mas vou repetir, porque é importante. Se torne aquele autor que não importa onde a pessoa olhe, o seu livro vai estar lá, mas vai estar lá sendo comentado, elogiado, citado… Não aquele livro que está lá porque você forçou a entrada dele ali e ninguém mais suporta ouvir falar de você. A linha entre publicidade e chatice é bem tênue, então CUIDADO!

Bem, meus queridos, por hoje é isso. Façam bom proveito das dicas e sejam bem sucedidos. E aproveitando o espacinho, por que não fazer uma leve propagando do meu livro, não é mesmo. É um romance água com açúcar e vocês podem comprar ele aqui. 😉

Beijos!

Laury

[Divulgue no MpL] Os Meninos Perdidos – Erica Perazza

SINOPSE – Ainda hoje, gays são vítimas de agressões verbais e físicas e chegam até a ser assassinados em virtude de sua orientação sexual. Só por serem gays são obrigados a se trancarem em armários porque a sociedade acha que o amor deles é ousado, maldito, clandestino. Gabrielli, a personagem principal, encara com normalidade a diversidade sexual e possui vários amigos gays divertidos como Nuno, Thiago, Camillo e Felipe. Eles e muitos outros serão presentes e importantes em sua vida. Eram seus meninos perdidos, “espíritos livres que assim como os de Nietzsche foram criados em meio a muitos males como a doença, a solidão, o exílio, mas que são valentes confrades fantasmas”. Ela e seus amigos inseparáveis buscam um lugar ao sol, onde seriam livres e onde ninguém os julgaria. Com boas doses de humor e romance, a autora também coloca em questão condições sociais precárias do país, desde o transporte público à como o sistema irracional do capitalismo afeta as pessoas. Conforme o tempo passa, Gabrielli tenta descobrir quem realmente é e pretende sair do armário para finalmente viver sua vida intensamente. Acompanhada de meninos tão perdidos quanto ela, terá que obter sua liberdade à força e criar poeticamente quem ela deve se tornar como pessoa.

SOBRE A AUTORA – Érica Perazza é formada em Jornalismo pela PUC/SP com especialização em Direitos Humanos pela Universidade Pablo Olavide, em Sevilha, na Espanha. Atua desde os tempos da faculdade na revista online Pandora como idealizadora, editora e repórter. Colaborou com notícias no portal MTV Brasil, FatorEstilo.com e para as revistas Caros Amigos e Cult. Trabalhou também como repórter e apresentadora de vídeos, e atuou em outras atividades que incluíam aplicativos e redes sociais. Em 2012, copublicou Internet Imperfeita, que discute a Internet como patologia e disfunção social. Desde 2014, faz trabalho voluntário como jornalista para a ONG Bravo Brazil que tem base em Londres, Inglaterra. A ONG tem o objetivo desenvolver e melhorar a qualidade de vida das crianças de rua, bem como as crianças vulneráveis e carentes e jovens no Brasil por meio da música.

[Divulgue no MpL] O Livro Dos Desafios: Um Guia Para Viver Intensamente – Juliana Gimbitzki

Muitas vezes temos sonhos e vontades que deixamos de lado por várias razões. Torna-se necessário então um incentivo, e até novas ideias, para que possamos superar os desafios e alcançar nossos objetivos.
Este livro busca nos guiar de forma bem-humorada através uma lista de coisas a serem feitas no decorrer da vida, desde coisas simples a complexas, divertidas e até estranhas, porém todas com algum significado, com exatamente este intuito: ajudar a identificar e realizar planos, permitido assim uma nova visão e valorização da nossa vida, antes que seja tarde demais.

SOBRE A AUTORA – Juliana Gimbitzki nasceu em Porto Alegre, em 1988. É educa­dora física, designer gráfica, blo­gueira e fotógrafa nas horas vagas; utilizou-se de suas experiências e interesses nas mais diversas áreas para apresentar ao leitor a obra aqui materializada.

Facebook do livro.

[Divulgue no MpL] As Aventuras de Superzil – Thieres Duarte

Fernando Still, após presenciar um assassinato em Nova City, tem a ideia de se transformar em um Super-herói. O que ele não imaginava é que seria difícil. Por estar na hora errada e no lugar errado, acaba se envolvendo com uma das quadrilhas mais perigosas da cidade, a poderosa gangue de Dom Ratão. Para salvar a mocinha das garras do malfeitor e acabar com esta quadrilha, ele irá passar por muitos apuros e por muitas surpresas inesperadas ao longo desta aventura envolvente. Será que ele irá conseguir sair desta? Leia e descubra o que irá acontecer com o nosso herói!

Site.

[Divulgue no MpL] Outra Vez – Sophia G. Paiva

Emily Drake tinha tudo que desejava, ex-modelo com renome internacional, dona de uma famosa grife de lingeries. Tudo estava perfeito até que seu marido, Olin Drake, morre em um acidente.
Ash Grant amou apenas uma mulher em toda sua vida, ela revirou seu mundo sem nem mesmo saber que ele existia, seu sonho materializado e esposa do seu melhor amigo. Quando seu amigo faleceu, ele viu a oportunidade de tê-la, mas Ash guardava muitos segredos.
Segredos que podem destruir tudo que Emily sempre acreditou. Será que os mistérios do passado deixarão o verdadeiro conto de fadas finalmente acontecer?

O livro Outra Vez é o primeiro livro da autora Sophia G. Paiva, foi postado primeiramente no Wattpad e foi lançado pela Editora Tribo das Letras na Bienal de SP dia 24 de Agosto.

O livro conta a história de um homem que sempre amou a mulher do melhor amigo e depois da morte desse amigo a história se desenrola, alguns segredos fazem parte da vida do protagonista que envolvem tanto o amigo quanto a esposa dele.
O diferencial do livro, no nosso ponto de vista, está no personagem masculino, pois ele é totalmente diferente dos personagens masculinos da atualidade que são arrogante e frios, o CEO cheio de poder. O amor que descrevemos no livro é diferente.
Skoob. Facebook.

[Divulgue no MpL] Batalhas de um tradutor iniciante – Ana Honrado

Deixo apenas aquilo que acredito sintetiza o livro:

O tradutor, não é um traidor

O tradutor é um pensador

Um orador

Um contador (de histórias)

Sou tradutora, portuguesa com fortes ligações familiares ao Brasil. Resolvi escrever este livro não só um pouco como diário, como «rascunho» mas também como auto-ajuda e ajuda ao próximo.

Site.