[Resenha] Dez Coisas que aprendi sobre o amor – Sarah Butler

Resenha 2

Olá pessoal!

Como vocês estão? Ano novo, resenha nova!

Hoje vou escrever sobre o livro Dez coisas que aprendi sobre o amor da escritora Sarah Butler, que recebi de cortesia da Editora Novo Conceito.

cnsnosnd

A história é sobre a vida de duas pessoas: Daniel e Aline.

Aline é a filha caçula, que tem 30 anos e estava na Mongólia e voltou para Londres por causa da doença de seu pai.

Daniel é um morador de rua de Londres, que por causa de tristezas e sofrimentos anda vagando com suas lembranças doloridas.

pjnbcd

Cada capitulo começa com uma lista de dez coisas.

Cada capitulo é narrado em primeira pessoa, ou por Daniel, ou por Aline. A escrita da autora é poética e percebemos bem isso quando Daniel lembra do seu passado, os seus pensamentos e sentimentos.

Daniel é um homem sofrido que cometeu erros e que se perdeu nesse mundo. Gosto do personagem do Daniel, porque sei que a historia dele é a historia de muitos moradores de ruas, que por causa de um sofrimento, decidiu se afastar de tudo e de todos e seguir sozinho na vida. É uma historia triste e sofrida.

A personagem da Aline tem seus medos, suas inseguranças que a dominam e que ela não sabe lidar, o que faz com que ela acabe fugindo. Quando criança, ela perdeu a mãe e se sentiu culpada pela morte dela; já nos seus 30 anos, podemos ver o relacionamento que ela tem com o pai, as irmãs e Kal (um ex-namorado).

A historia dos dois personagens se encontram. Um mistério envolvendo Daniel se conecta a Aline e acredito que quando Aline encontra Daniel, ela parece se entender consigo mesma, e Daniel se torna o homem que sempre quis ser. Ah, gostaria de informar que Daniel é bem mais velho que Aline, e não existe um romance entre os dois personagens, é apenas uma pequena amizade que surge.

O final da historia fica para a imaginação do leitor. Não é um final definitivo (para ser sincera, eu não gostei muito), mas é como é a vida: nem sempre o final que desejamos vai acontecer. Então, é um final que eu entendo, mas que não gosto.

E para você que pensa que esse livro é um romance por causa do titulo, não se engane, é um drama que tem a realidade da vida. É uma historia que nos faz pensar sofre a vida e as atitudes que tomamos, que uma atitude nossa sempre pode afetar outra vida.

Se você gosta de livros que fazem você pensar um pouco sobre tudo, com um drama leve, recomendo este livro.

E você já leu este livro? Gostou? Deixe seu comentário.

Até a próxima. Beijos!

Ceci

Anúncios

[Resenha] O homem perfeito – Vanessa Bosso

Resenha 2

Você já achou seu homem perfeito? Se sua resposta for sim, esteja ciente de que você não pode pedir mais nada para Deus, porque você já conseguiu o mais difícil. Porque sim, esse é o mais difícil. Ser uma pessoa linda, maravilhosa e bem sucedida não é fácil, mas na maioria das vezes, isso só depende de você. Agora, achar o cara perfeito depende até mesmo do tempo. Vai que chove e ele resolve ficar em casa no fatídico dia no qual vocês deveriam se conhecer?! Viu, só? Depende de tudo! E é isso que a dona Vanessa Bosso nos trouxe nesse livro.

o-homem-perfeito

Melina, como muitas mulheres, está buscando o seu homem perfeito, mas diferente dessa maioria que busca, Melina faz isso com MUITO afinco. Ou seja, ela se enfia de cabeça em qualquer lugar, principalmente com aqueles que não valem nem o chão que pisam. E foi nessas loucuras que ela acabou sendo demitida e processada.

Oi?

É, você leu certo. E sem ter onde cair morta (até sua conta bancária foi congelada), Melina voltou para a casa dos avós e do pai, para a cidade onde nasceu e cresceu. Umas férias tranquilas, um tempo para colocar a cabeça no lugar e respirar fundo… Certo? Errado! E errado com gosto, considerando que ela dá de cara com o seu ex namorado, o cara que preenche certinho a sua lista do homem perfeito. Ele é médico, anda tendo um corpaço, é super carinhoso e atencioso, gosta das mesmas coisas que ela… É seu homem perfeito! Mas é um homem perfeito com casamento marcado com a sua arqui-inimiga.

Morri de pena dela. Mas minha pena durou até eu descobri que Bernardo (vulgo homem perfeito) tinha se tornado o seu ex porque Melina (vulgo retardada mental) o traiu com o melhor amigo dele. Eu quis dar tanto tapa na cara dela! Sério, pensei seriamente em desejar que o Bernardo cassasse com a outra lá. Mas então eu entendi a Melina, e mesmo sendo terminantemente contra traição, eu me identifiquei horrores com ela.

Melina é impulsiva e um tanto quanto inconsequente. Ela não chega a ser imatura, propriamente dito, mas as vezes ela simplesmente não mede as consequências. Ela quer e ela faz. E isso a torna arrasadora, mas não em um sentido bom. Melina é arrasadora como um furacão. E é por muitas vezes me comportar como ela, que eu consegui entende-la nos pensamentos e conclusões mais idiotas, até mesmo na atitude de trair o Bernardo (mesmo repudiando isso). Deixa eu explicar (ou tentar).

Como dito anteriormente, ela era um furacão e Bernardo (divo) a entendia e a acalmava de forma natural. Ele realmente era seu homem perfeito. Só que, quando era ainda pequena, Melina foi abandonada pela mãe. A mãe, em um belo dia, simplesmente chegou à conclusão de que a liberdade era melhor que uma família. Preciso nem dizer que isso acabou com o psicológico frágil da pequena adolescente, né?! Pois então, quando Bernardo disse que a amava, ela desesperou, e lembrando da forma como a mãe a abandonara, ela achou que Bernardo também a abandonaria. Se julgando incapaz de aguentar essa rejeição, ela fez merda. Muita merda. Ela estava errada? De mais! Mas no final eu consegui entendê-la e torcer para que ficasse com o Bernardo.

Falei mil coisas e não falei nada, né? Eu sei, mas não tenho lá muita coisa específica para se falar. Eu AMEI o Bernardo em todos os aspectos possíveis de se amar um personagem. Morri de amores pelos avós da Melina. Fiquei super indignada com a mãe dela. Adorei a Nanie, porque eu adoro melhores amigas loucas que entendem a gente e fazem tudo para que sejamos felizes.

E para não dizer que não falei nada do enredo (ando fazendo muitas resenhas sem pé nem cabeça), eu queria deixar aqui a minha surpresa e o meu divertimento pelo final. Porque eu estava lá lendo um romance toda tranquila, tentando lidar com a retardada da Melina, quando “PUF!”, a Vanessa me deixa com uma cara de pastel de “Oi? Como assim? Eu tava lendo um romance, gente! Tá errado aqui ó!”. Foi um final bem chacoalhador e me lembrou Procura-se um marido da Carina Rissi, quando fiquei com uma cara de pastel bem igualzinha.

Enfim, eu adorei O Homem Perfeito, mas A Aposta continua sendo meu preferido da Vanessa Bosso (to tentando colocar até minha mãe para ler). E claro, quero ler todos os outros dela. Super recomendo!

Já leram? Pretendem ler?

Beijos!

Laury

[YouTube] Mudanças no canal

novo visual do canal

Olá, seus lindos! Como vão?

O final do ano está chegando (graças a Deus) e para mim isso sempre significa mudança. Por quê? Bem, porque normalmente essa é a época em que eu estou de férias e tenho um tempinho a mais para pensar sobre o blog e formas de melhorá-lo, além de focar em outras coisas que não sejam o trabalho e a faculdade (apesar de que esse ano tenho um TCC para terminar).

Eu ando pensando em mudanças faz um tempo, mas não tinha colocado nenhuma em prática ainda. Mas essa semana isso mudou, porque as mudanças estão batendo na nossa porta. Quem passou pelo canal hoje viu que ele está de carinha nova. O nome Maníaca por Livros deixou de ser o título principal para ser um subtítulo. Por quê? Porque ele será uma parte do canal e não mais ele todo. Ou seja, teremos outros tópicos lá no canal.

Não entendeu muito bem? Não se preocupe, eu fiz um vídeo para explicar a saga da decisão de mudança. Espero que gostem e continuem acompanhando. Quem ainda não segue, já pode começar a seguir (porfavorzinho? *o*).

Ah, sigam também meu site. ❤

Beijoos!

[Divulgação] O Refúgio do Marquês – Lucy Vargas

Lucy Vargas

“Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo”

Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.

Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.

Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.

Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?