[Resenha] O Plano é o amor – Neiva Meriele

Resenha 2

Sabe quando você conhece alguém e sente aquela aura pesada? Como se só a presença dela já sugasse toda a felicidade e energia do local? Assim é Neli. Ela é irritante, provocadora e parece ter como objetivo principal infernizar a vida de Giovana. E para deixar tudo mais lindo, a Giovana é obrigada a morar com Neli, já que ela é a tia (mãe de consideração) de seu marido.

neiva meriele

Bem, “O plano é o amor” tem uma pegada religiosa MUITO maior do que eu imaginei. E no início achei meio preocupante, porque tem alguns livros que tentam colocar coisas sobre fé e acabam ficando forçados, principalmente para mim que não sou muito religiosa. Felizmente, esse livro conseguiu manter o equilíbrio, mesmo tendo muita citação bíblica e visões e tudo mais.

O livro me conquistou na diagramação simples e bonita, com as folhas amareladas e letras com um tamanho ótimo. A leitura flui e apesar do conteúdo é bem leve. Eu li o livro em menos de quatro horas, literalmente em uma sentada.

Apesar de na capa ter um casal, nem de longe o foco da estória é o casal (pelo menos para mim não foi), e eu senti que a coisa realmente começou a rolar quando o romance saiu de cena. Gostei do casal? Gostei. Mas eu tive a impressão de que quando o marido estava em cena a Giovana se transformava em uma pessoa submissa, sem voz, sem vontade e sem atitude. E mulheres assim me irritam.

Ou seja, no começo do livro eu queria pegar a Giovana e sacudir. Ela acordava praticamente meio dia, todos os dias e tudo que ela fazia era cuidar da casa. Não estou falando mal de donas de casa, porque sei que arrumar a casa é trabalhoso, mas a Giovana, mesmo quando a casa já estava arrumada, não fazia mais nada, não queria fazer mais nada. Sei lá, senti uma falta de ambição dela. Então Neli falava alguma coisa contra ela e a Giovana simplesmente abaixava a cabeça, até mesmo quando tinha razão. E aceitava o marido ser mandado pela tia e viver na barra da saia dela.

Nossa, a Giovana me deixou muito irritada no início do livro. Mas então, o marido saiu de cena e, céus, tudo mudou da água para o vinho. Sem ter alguém para “cuidar” dela, nossa protagonista teve que tomar tino pra vida. E achei bem legal o desenvolvimento da relação dela com Neli.

O livro é uma prova de como algumas vezes, acontecimentos da vida podem partir nosso coração de uma forma bem dolorosa e que muitas vezes essa dor se transforma em rancor, influenciando em tudo que ainda virá. Mas o problema do rancor é que ele facilmente se instala, mas precisa de um trabalho para que ele vá embora. E é disso que fala essa estória, de como Giovana leva como sua missão fazer Neli se transformar em uma pessoa melhor.

Aprendemos sobre amor ao próximo, sobre como tudo que as pessoas querem é serem amadas, independente de qualquer coisa. Aprendemos ainda como tudo tem seu tempo e como desesperar não funciona nenhum pouco. E aprendemos sobre fé também. E como eu já tinha dito, gostei da forma como a fé foi abordada no livro, de forma simples, como sendo nada mais que sinônimo de amor.

Gostei do livro, super rapidinho e leve. Recomendo para aquelas tardes de domingo que a gente sempre procura alguma coisa para distrair.

E ai, já leram o livro? Gostaram?

Beijos!

Laury

O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s